segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Killer Joe - Matador de Aluguel (Killer Joe)

"Killer Joe" (2012) não foi feito necessariamente para que gostemos, até porque os elementos, a história contada não são nada agradáveis. Comparações ao estilo Tarantino é inevitável, mas atenha-se ao diretor William Friedkin (O Exorcista - 1973). O homem é mestre do humor negro!
O longa é baseado em uma peça de teatro homônima e adaptada para o cinema por Tracy Letts (também autor da peça). O roteirista é conhecido por trabalhar com personagens perturbados, situações grotescas e um mundo sem moral nenhuma.
A história segue Chris, um jovem traficante de cocaína metido em apuros por causa da sua mãe (que inclusive nem chega a aparecer), e que chama Killer Joe para assassiná-la. Com o consentimento de seu pai, da sua madrasta e sua irmã mais nova, Dottie, os três concordam em contratar Joe Cooper, um policial texano que "trabalha depois do trabalho", para dar cabo dela, e assim receber uma grana preta do seguro de vida que seria dada a Dottie. Como eles não tem o dinheiro de imediato, Joe mantém Dottie como forma de garantia, ameaçando levá-la caso o dinheiro não apareça. Matthew McConaughey está irreconhecível como Joe Cooper. Elegante e calculista. É uma figura interessante. Aliás o elenco todo sustenta perfeitamente o filme. As pessoas não têm escrúpulos e estão dispostas a tudo para satisfazer o próprio ego. São traiçoeiras, mesquinhas, e sem um pingo de amor pelo outro. Características tão humanas...
Emile Hirsch é um jovem impulsivo e rebelde, ele dedica uma atenção especial a irmã Dottie. Mas quando se vê em apuros não se importa em colocá-la na reta, claro que depois chega a se arrepender, mas não adianta muita coisa. Ansel, o pai é um caipira que parece aceitar tudo. A madrasta é uma personagem egoísta e muito mais esperta do que pensamos. E Dottie, uma adolescente de 12 anos, consegue passar a imagem da inocência contrastando com a sensualidade.
O plano acaba dando errado. Chris precisa de dinheiro rápido e cada vez mais se mete em dívidas. Killer Joe não aceitará desculpas como pagamento. O bizarro toma forma, a cena final em que todos os personagens se juntam em um diálogo afiado e cuja cena mais chocante com um pedaço de frango aparece, rimos e ao mesmo tempo sentimos nojo daquelas pessoas. Nos impressionamos até onde o ser humano pode chegar.

O filme em vários momentos, especialmente nas cenas de Joe, com seu tom de frieza, a câmera evidenciando seu porte e suas expressões, dá a impressão de um estilo mais quadrinesco.
"Killer Joe" é escatológico, desconfortável, doentio e até odiável, mas todas essas definições são elogios. A insanidade impera e ela só tende a crescer.
É um Thriller original e se sobressai pelos personagens nojentos, mas o filme também pode ser encarado como uma comédia de erros, cujo humor negro não poupa ninguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...