terça-feira, 15 de setembro de 2015

Omar

"Omar" (2013) de Hany Abu-Assad (Paradise Now - 2005) é um filme marcante que retrata a realidade conflituosa entre Israel e Palestina e o como a vida das pessoas são afetadas por conta disso.
Um drama político entrelaçado a uma história de um casal de apaixonados, o jovem Omar e Nadia, irmã de Tarek, um velho amigo que dirige uma célula de resistência nos territórios ocupados. Os jovens se veem no meio do conflito entre o serviço secreto israelense e os guerrilheiros palestinos. Ambos são igualmente impiedosos. Para visitar Nadia, Omar precisa escalar o muro construído para separar os territórios. Acompanhamos a dura realidade de Omar (Adam Bakri), um padeiro palestino que se arrisca ao pular o muro que separa os territórios para encontrar seus amigos de infância Tarek (Eyad Hourani) e Amjad (Samer Bisharat), que fazem parte da resistência contra a ocupação, e juntos armam ataques ao serviço secreto de Israel, mas o seu principal motivo ao enfrentar tanto perigo é Nadia (Leem Lubany), irmã de Tarek. Ele sonha em se casar com ela e em breve pedirá a sua mão ao amigo. Tudo muda quando um deles atira em um dos soldados de Israel e a força policial vai atrás deles, Omar é pego e torturado para que entregue os seus companheiros, porém ele se mantém calado, só que o Agente Rami (Waleed Zuaiter) ao se disfarçar de muçulmano e amigo consegue uma simples frase de Omar que mudará a sua vida por completo. Eles sabem quem é o cabeça, e então dão a liberdade a Omar com a condição de que ele descubra o paradeiro de Tarek. Omar se encontra numa grande encruzilhada ao se ver nos dois lados.
A relação entre Omar, Tarek e Amjad se complica quando cresce a suspeita de que um deles poderia ter sido o delator, a tensão é enorme. A subtrama envolvendo Nadia dá algumas reviravoltas, Omar deseja se casar com ela, eles trocam cartas e juras de amor, além dele se arriscar todos os dias para vê-la, mas algumas situações o faz ficar com o pé atrás. Revelações são feitas e ficamos tristes por Omar e a questão que fica é: Quem realmente era seu inimigo?

Omar é um personagem cativante, ele tem um lado ingênuo em relação ao amor e a amizade, até mesmo depois de levar violentos golpes da vida. "Omar" é recheado de cenas de ação e constantemente vemos o protagonista fugindo e pulando obstáculos. Adam Bakri tem grande naturalidade ao atuar, impossível não se encantar por ele. O filme mescla muito bem o lado político e conflituoso com o romance, é uma trama simples, mas com muitas reviravoltas que envolvem medo, raiva e traição. Não há clichês, a história é dura e o final impactante nos faz pensar no quão sofrido deve ser morar em um local desses em que a paz infelizmente está longe de chegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...