segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Jîn

"Jîn" (2013) de Reha Erdem (Kosmos - 2010) é um filme realista com ares de fábula, mostra toda a coragem de uma menina que em meio a guerra tenta sobreviver, assim como os animais da floresta.
No sopé dos territórios curdos da Turquia, Jîn (Deniz Hasgüler), uma jovem rebelde de 17 anos, foge de seu grupo de guerrilha para tentar voltar à sua família e à vida normal. Se escondendo de seus companheiros, a quem ela é agora uma traidora, e o exército turco, que a vê como uma terrorista, Jîn, uma espécie de Chapeuzinho Vermelho, se refugia com os animais da floresta, que estão lutando a sua própria maneira na brutalidade da guerra. 
É um retrato bem interessante sobre o impacto da guerra na natureza, são filmados diversos animais em situações de medo e desespero. Nossa protagonista após deixar seu grupo de guerrilha se esconde na floresta, ela passa por muitos desafios e a sua única saída sempre é voltar para a floresta, e nesses momentos observamos os animais, como o urso que compartilha com Jîn o mesmo esconderijo.
É um filme delicado, mas nem por isso deixa de ser chocante. A guerra destrói absolutamente tudo. Os diálogos são escassos, os acontecimentos falam por si só, Jîn impressiona por sua força e bondade, ela se mostra dura, mas não passa de uma menina que ainda sonha. Andando sozinha pelas montanhas e pela floresta o caminho se mostra cruel, as explosões de bombas são constantes e as perseguições incansáveis. Em dado momento consegue chegar a uma pequena aldeia e entra numa casa para pegar comida e trocar as roupas e poder se disfarçar, ela segue tentando conseguir carona, mas é perigoso demais e novamente se vê fugindo para a floresta. 

É tão triste e absurdo ver este conflito entre turcos e curdos, uma realidade assustadora e que o diretor teve total sensibilidade ao retratar o quão danoso é para todos, e inédito ao expor como sofrem os animais diante a guerra. Um grande ponto a se destacar é a bela e intensa fotografia criando uma certa magia para o espectador.
"Jîn" é um deslumbre visual e mesmo mostrando tanta violência gerada pela estupidez humana há espaço para a sensibilidade e bondade. Uma das cenas mais significativas é quando Jîn encontra um soldado turco ferido e decide ajudá-lo, ela o move sozinha até as montanhas fazendo um grande esforço para escondê-lo. A sua interação com a natureza e o tom respeitoso com que age é espetacular e garante ótimos momentos para a trama. Reha Erdem compôs uma obra de arte anti-bélica que nos emociona e faz pensar na desumanidade.

Jîn é uma heroína, mas ainda é uma menina que sonha, quando ela pega um livro e tenta lê-lo demonstra que infelizmente a vida por lá não dá possibilidades, a fuga e a sua busca pela liberdade é um retrato lindo, porém triste. Reha Erdem é um cineasta sensível que mostra realidades impactantes com ares de fábula repletas de poesia. "Jîn" é uma obra grandiosa e marcante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...