sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Fanaa

 
"Fanaa" (2006) é um típico filme indiano cheio de reviravoltas e surpresas, a mistura de gêneros faz com que as longas horas de duração não se tornem cansativas, além dos belíssimos números musicais que retratam a cultura.
Na trama, a linda Zooni Ali Beg (Kajol) é uma jovem cega e ingênua, que se apaixona pelo guia turístico Rehan Qadri (Aamir Khan), um homem infiel que esconde um segredo destruidor. Apesar de ser um conquistador de mulheres, assim que encontra Zooni, Rehan se sente atraído por ela de maneira especial. Ela é advertida por suas amigas, mas mesmo assim se apaixona por ele. Depois de muitas situações decidem ficar juntos. Rehan leva Zooni a uma clínica de olhos e vendo que há possibilidade dela voltar a enxergar, enfrenta uma cirurgia. Enquanto ela está no hospital ele vai à estação buscar os pais dela, que chegam à Delhi para conhecê-lo. No caminho da estação, ele supostamente morre numa explosão perpetrada por um grupo de separatistas Kashmiris, membros da Frente de Independência Kashmiris, IKF, que demandam a independência do Estado, longe das influências indianas e paquistanesas.
Aí vem a segunda parte do longa, onde Zooni recupera a visão e vê os pais dela pela primeira vez, mas fica devastada ao saber da morte de seu amor. A família volta para casa e meses depois ela descobre estar grávida. Os anos passam, Rehan Jr. é uma criança de 7 anos. Numa noite de tempestade de neve, um oficial do exército indiano, Capitão Ranjeev, bate à porta da família Beg e pede ajuda. O pai de Zooni o recebe com toda a hospitalidade, e Rehan Jr. o trata como pai. Zooni o acolhe da melhor forma possível, mas aos poucos descobre semelhanças entre o Capitão e o seu falecido amor, e as lembranças despertas a conduzem a uma revelação ainda mais amarga. A escolha não é entre o bem e o mal. Isso é fácil. As verdadeiras escolhas da vida estão em escolher entre o menor dos dois males ou o maior dos dois bens.
A palavra Fanaa é usada quando o amor é causador de alguma desgraça. Em dado momento a ação repentina é colocada no lugar do romance açucarado, e apesar de no início isso soar estranho, de repente nos pegamos envolvidos e enfeitiçados pela história novamente. Em meio a isso tudo não pense que o filme deixe pontas soltas, todas as tramas são amarradas e culminam num final perfeito.
"Fanaa" é uma epopeia romântica. É um filme delicioso em que muitas coisas se misturam, assim como a cultura dos indianos, repleta de cores, sabores, aromas e nuances. É mágico e deveras característico. Que Shiva continue dando muitas inspirações a esse povo e que novas obras desse porte cheguem até nós. O cinema é uma maneira de conhecermos o mundo e suas culturas, portanto, deixe-se levar e saboreie o diferente.

A sinopse do filme poderia ser um spoiler gigantesco, mas as reviravoltas são tantas que não prejudica em nada, aliás é até melhor saber sobre para nos situarmos na história.
O cinema indiano é lindo, existem produções maravilhosas e que merecem ser conhecidas, por exemplo, "Taare Zameen Par" (2007), "Lagaan: Once Upon a Time in India" (2001), "Rang De Basanti" (2006), "Ghajini" (2008), "Rann" (2010), "Nishabd" (2007), "Guzaarish" (2010), entre tantas outras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...