sexta-feira, 29 de junho de 2018

Noite Silenciosa (Cicha Noc)

"Noite Silenciosa" (2017) dirigido pelo ator Piotr Domalewski (Demon - 2015) retrata com um fino humor características que fazem parte das famílias, sejam elas de qualquer parte do mundo, as frustrações, os anseios, as rixas, a inveja, as preocupações, e nada melhor que a festa de Natal para expor que apesar de parentes nada na verdade os une. 
Após anos trabalhando em outro país, Adam (Dawid Ogrodnik) visita sua família no Natal sem avisar. Nenhum membro da família conhece seus planos secretos e a razão real de sua visita.
Adam há muito foi embora de sua cidade no interior da Polônia para morar na Holanda, cheio de ambições retorna em pleno Natal depois de anos sem nem dar um sinal de vida, a recepção é ao mesmo tempo estranha e calorosa, a mãe claramente incomodada só quer que ele se reconecte com seu irmão mais novo, enquanto o pai afogado em suas frustrações luta para não voltar a beber, a irmã chega com o marido abusivo mais tarde e o ambiente fica repleto de tios e primos, todos parecem invejá-lo ou não querê-lo ali, ele escolheu outro país para morar e por isso não é tão bem visto apesar de sempre ter mandado dinheiro, o pai se sente um fracassado e ninguém possui nada, nenhum bem em especial, a não ser uma casa que era da avó de Adam e da qual ele quer vender com intuito de expandir seus negócios, o clima segue com grande tensão e o diálogo é impossível, até que Adam consegue falar com o pai sobre seus desejos. Ele diz que se ele conseguir convencer os irmãos pode fazer o que quiser com a casa, e aí observamos que Adam não tinha nenhum outro objetivo de voltar a não ser o de obter a casa, até porque a interação com os demais é conflituosa, os olhares revelam os sentimentos em relação a ele. O irmão mais novo é calado e parece esconder algo de Adam, o que no fim descobre-se e por consequência dá um aspecto trágico à história. A irmã aceita que fique com a casa, mas o marido não quer e fica aterrorizando Adam, as consequências também não são boas e essa família que já não apresentava sinais de afeto vai se desmantelando, a mãe durona que não sabe como demonstrar seu amor, o pai que volta a beber, o avô embriagado que só se interessa pelo carro com o qual Adam chegou, que é alugado e só o fez por aparência, o fato é que a festa em família vai tomando rumos perigosos com tanta lavação de roupa suja. Nada mais óbvio, mas justamente por conta desses clichês que o roteiro nos fisga e acaba nos aproximando de muitas situações.

De silenciosa a noite não tem nada, somos inseridos em uma casa cheia de pessoas angustiadas, as mulheres cozinham uma infinidade de receitas e os homens ora se lamentam, ora bebem e andam pelos arredores, Adam chega somente para dar a noticia que precisa da casa e que sua mulher está grávida, não tem nenhuma intenção de ficar, mas nem tudo é simples quando se trata de parentes, mas mesmo assim não poderia esperar o que estaria por vir.

"Noite Silenciosa" apesar de ter doses cômicas é um filme tenso que retrata a complexidade de sentimentos que envolve uma família, a frase: "Não se gosta da família, simplesmente se tem uma", reflete perfeitamente o contexto todo, e nada melhor que a festa de Natal para exemplificá-lo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...