terça-feira, 19 de junho de 2018

Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas (Professor Marston and the Wonder Women)

"Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas" (2017) escrito e dirigido por Angela Robinson conta a verdadeira história da criação da Mulher-Maravilha, embarcamos no romance entre Dr. William Moulton Marston, sua esposa Elizabeth e a estudante Olive, o relacionamento nada convencional possibilitou toda a composição da mais importante super-heroína feminina. É um filme interessante que nos presenteia com grandes curiosidades acerca do quadrinho e além disso reflete o amor "fora da caixinha", preconceitos e feminismo.
A incomum vida de Wiliam Marston (Luke Evans), psicólogo e inventor de Harvard que ajudou a tornar real o Detector de Mentiras e que também criou a Mulher-Maravilha, personagem dos quadrinhos, em 1941. Marston mantinha uma relação polígama envolvendo sua esposa Elizabeth Marston (Rebecca Hall), psicóloga e inventora, e Olive Byrne (Bella Heathcote), uma ex-aluna que virou acadêmica. Essa relação e os ideais feministas das duas mulheres foram essenciais para a criação da personagem.
O filme se inicia em 1928 mostrando Wiliam Marston lecionando sua mais nova teoria, D.I.S.C, uma combinação de quatro fatores: Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade junto de sua inteligente esposa, que tinha continuamente seu doutorado negado por simplesmente ser mulher, sua mente brilhante contribuiu para a invenção e o avanço do detector de mentiras, que é testado neles próprios desvendando seus sentimentos no decorrer. A personalidade de Elizabeth encantava Marston e por isso levavam uma vida de muito compartilhamento intelectual e amor, as coisas começaram a balançar quando Marston ao se atrair por uma aluna decide colocá-la como sua assistente. Olive mais que tudo admirava Elizabeth, e com o passar do tempo o relacionamento entre eles foi se estreitando, com receio da ousadia e dos demais descobrirem permaneceram apenas como amigos e testando experiências acadêmicas, porém a aura sexual era tão forte que ficou impossível não cederem, até que numa noite explodem em paixão e volúpia. Eles seguem assim por um tempo, mas o relacionamento é descoberto e acaba acarretando diversos prejuízos em suas carreiras, entre tristezas, confusões e alegrias o trio permanece junto e até formam uma família repleta de filhos, nesse meio tempo Marston começa a escrever sua HQ, visualizando suas mulheres, suas distintas personalidades e no como se completavam, a mistura delas e mais as fantasias que experimentavam geraram a heroína por volta dos anos 40. Através dela Marston difundiu pensamentos feministas, uma enorme inspiração para as mulheres sobre independência e a luta pelos seus direitos.

A liberdade de experimentar o novo e não reprimir os desejos nutria o trio, além das individualidades e conflitos, o enfrentamento com a sociedade que repudiava a relação foi a principal fonte de inspiração para Marston criar as histórias da Mulher-Maravilha. Mas a censura pegou pesado e os fiscais da moral cada vez mais apontavam coisas inapropriadas, como homossexualidade, bondage, violência, entre outras coisas. A força de Elizabeth, a doçura de Olive e a independência das duas, e tantos outros traços  misturados aos pensamentos e ideais de Marston deram vida para a heroína feminista mais popular e importante dos quadrinhos. 

 "Francamente, a Mulher-Maravilha é a propaganda psicológica para o novo tipo de mulher que, eu acredito, deveria governar o mundo."

"Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas" é um excelente filme que nos revela com grande intensidade e beleza a criação da personagem, o contexto e os eventos da época, as complexidades, o conservadorismo, as hipocrisias da sociedade e o conceito de normalidade imposto. Nascida a partir do amor, da admiração, do desejo e de uma compilação dos traços de suas personalidades, entre outros vários fatores, nasceu a Mulher-Maravilha, um ícone do empoderamento feminino, uma inspiração para a busca da igualdade e justiça. Sem dúvidas, uma ótima oportunidade para conhecer lados não tão explorados ou até ocultados sobre o criador e a essência da HQ, que sofreu inúmeras transformações ao longo dos anos. É uma história curiosa, sexy e que merece atenção!

2 comentários:

  1. Eu acho que o filme nos dá muito para falar sobre esse tempo e como temos avançado. Adorei as criticas do filme, obrigada por compartilhar. Quando leio que um filme será baseado em fatos reais, automaticamente chama a minha atenção, adoro ver como os adaptam para a tela grande. Particularmente Professor Marston e as mulheres maravilhas , adorei este filme e aqui: (link) podem ver mais detalhes. A história é impactante, sempre falei que a realidade supera a ficção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita. Maravilhoso mesmo e também acho que a realidade supera a ficção.

      Excluir

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...