segunda-feira, 26 de agosto de 2013

O Homem de Gelo (The Iceman)

A trama conta a vida de Richard Kuklinski, conhecido como "The Iceman", um famoso assassino que trabalhou para a máfia. Ele recebeu esse apelido por congelar os corpos de algumas vítimas para despistar a polícia sobre quando o crime havia sido cometido. Richard Kuklinski matador da máfia foi condenado em 1986 por assassinar mais de 100 pessoas, ele trabalhou para várias famílias da máfia e foi tido como um grande matador. O filme retrata de maneira fria e distante o personagem em questão, diferentemente de outros que endeusam os mafiosos, neste é apenas um homem a serviço que matava para ganhar dinheiro.
Michael Shannon dá vida a Kuklinski, chamado também de Pollack, e mais uma vez Shannon demonstra sua genialidade ao compor um personagem estranho, indiferente às outras pessoas, ele nem sequer fala, somente executa o que lhe foi mandado e pronto. Shannon brilha em todo filme que participa, vide, "Bug" - 2006, "Shotgun Stories" - 2007, "Meu Filho, Olha o que Fizeste!" - 2009, "O Abrigo" - 2011, ele é a definição de um perfeito ator. Além de Shannon se destacam, Winona Ryder, como sua esposa, Ray Liotta, como chefe da máfia  e Chris Evans, cuja caracterização está impossível de detectá-lo.
Kuklinski era o assassino favorito de sete famílias da máfia da Costa Leste dos EUA, mas também era pai de família, a esposa apaixonada nem se dava conta do segredo do marido, ela e suas duas filhas e os amigos pensavam que ele era um empresário que arriscava, porque às vezes ganhava montantes de dinheiro e por vezes nem tanto, a família era uma boa maneira de enganar a si mesmo e também uma espécie de redenção, pois quando estava com eles tudo isso parecia não existir, porém aconteceram imprevistos e o alvo como sempre, é a família. Kuklinski nunca sentiu remorso por matar as pessoas, era indiferente, só executava a tarefa que pediam, o que ele jamais poderia suportar era magoar e perder a sua família. A cena final em que depõe fica explícito este sentimento.

A sutileza nas passagens de tempo são incríveis, dá-se em estilos de bigode e cavanhaque que o personagem usa, além dos figurinos. O filme não tem grandes qualidades, mantém uma narrativa envolvente apesar de distante, o tom frio cai bem com a expressão inalterável de Shannon. O roteiro não evidencia a questão do congelamento dos corpos, mas retrata o início de sua entrada para a máfia, quando um dos chefes lhe dá uma arma e pede para matar um mendigo, do qual acabara de ajudar, Kuklinski não hesita e o mata.
"O Homem de Gelo" é válido para conhecer a história desse matador, além de se maravilhar com mais uma impecável atuação de Michael Shannon, que ainda continua subestimado ou lembrado apenas por filmes comerciais. O tom do filme é sóbrio e sustenta a frieza do começo ao fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...