segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Harvey

"Harvey" é um curta perturbador e a princípio a sensação causada é a de agonia. Para as pessoas mais sensíveis não aconselho, são imagens estranhas que podem gerar bastante desconforto. A história é sobre um homem, que fica obcecado pela sua "outra metade", incompleto e infeliz vê na vizinha do lado a chance de se ver por inteiro.
Todos nós queremos encontrar alguém que nos complete, que nos preencha em algo que falte, talvez essa seja a maior busca do ser humano, encontrar seu amor, aquele que encaixe perfeitamente. Em "Harvey" isso é demonstrado de forma literal e quase absurda.
A satisfação pessoal cada vez mais está difícil de ser alcançada, e isso acaba gerando solidão e um grande vazio, quem não se integra na sociedade sente o peso de viver só. Por isso a busca de alguém que nos compreenda é infinita, pois ninguém vai ser o suficiente a nós diante ao mundo que vivemos, isso se reflete nas propagandas: seja rico, tenha um corpo perfeito e consiga um milhão de amigos, um exemplo é o Facebook, muitos visualizam coisas que desejam a si próprios, aí vem sentimentos como inveja, depressão, revolta, ilusão, solidão, e esse é apenas um exemplo. Pode ser também no trabalho, com os amigos, na própria casa, se sentir inapto para certas coisas que outros conseguem, e quando você idealiza um alguém e sem querer se depara com ele, automaticamente sente como se fosse a cara metade desta pessoa.

"Harvey" dirigido pelo australiano Peter MacDonald retrata um personagem que sente exatamente este vazio, e fica obcecado pela vizinha a fim de que ela se torne a sua outra metade, só que no curta perturbadoramente isso é levado ao pé da letra. É desconfortante, mas mostra exatamente como ficamos quando nos sentimos incompletos, realmente falta um pedaço.
Em estilo P&B, o clima criado é sufocante e desesperador. O curta é extremo, a mensagem é direta e faz com que pensemos em nossos sentimentos egoístas, que para não olhar para nós mesmos, se idealiza no outro na esperança que este nos salve de alguma forma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...