sexta-feira, 2 de março de 2018

Projeto Flórida (The Florida Project)

"Projeto Flórida" (2017) dirigido por Sean Baker (Tangerina - 2015) retrata com realismo o outro lado de Orlando, especificamente o que há nos arredores do mundo mágico da Disney, nos deparamos com um motel todo pintado em lilás chamado "The Magic Castle", neste ambiente passam muitos turistas e pessoas em condições difíceis que pagam por dia ou mês para ter onde ficar, a pobreza e a falta de oportunidade resultam em caos e quem sofre as consequências são as crianças que enquanto cometem estripulias sonham em usufruir de todo aquele universo.
Moonee (Brooklynn Prince), uma agitada garotinha de seis anos, apronta com o vizinho Scooty (Christopher Rivera) e faz novas amizades nas redondezas dos parques Disney. Ela vive com a mãe (Bria Vinaite) numa hospedagem de beira de estrada e as duas contam com a proteção do gerente Bobby (Willem Dafoe) na batalha diária pela sobrevivência com poucos recursos e muitos riscos.
O filme segue Moonee que tenta se divertir com os amigos, sem muito o que fazer e sem ter quem os direcione passam dos limites a todo instante e são insuportavelmente inconvenientes, eles andam o dia todo, inventam brincadeiras, mentem, falam palavrões e pedem dinheiro para conseguir sorvetes, a inocência se mescla com a dura realidade de miséria e eles apenas observam o mundo mágico que os rodeiam, não possuem referências positivas e ficam soltos a sua própria sorte, a mãe de Moonee é inconsequente e impulsiva, mas demonstra afeto pela filha e faz o que pode para sobreviver, tem momentos que ela parece não se importar, mas a verdade é que está perdida e sem perspectivas, a vemos vendendo perfumes falsificados em hotéis melhores, rouba, engana, faz programa e são essas as saídas que encontra para comprar comida e pagar o quarto. A questão não é definir o que é certo e errado, mas sim refletir nas realidades existentes e o como elas moldam o comportamento das pessoas, Moonee aproveita sua infância sem limite algum e faz do local seu mundo mágico, é considerada má influência por outras mães, só que ela é uma criança e ainda não consegue enxergar de fato a vida, enfrenta as durezas com brincadeiras. Quem tenta colocar ordem nisto tudo é Bobby, o gerente do motel, ele pega bastante no pé dos moradores, mas é gentil com Halley e protege as crianças.

A história segue lenta e foca no tedioso dia a dia de Moonee, toda a narrativa acompanhamos sob seu olhar, o aspecto de conto de fadas e as imagens super coloridas contrastam com a realidade vivida e é perfeitamente real, pois na sociedade toda a miséria é mascarada e cria-se a ilusão de que ela não existe, o filme faz um belo retrato das pessoas que estão à margem do universo mágico da Disney, e apesar de soar triste há uma aura de esperança embutida, sutilezas permeiam toda a trama, o como as crianças enxergam a realidade que vivem, ao longo Moonee solta frases pertinentes sem saber exatamente o peso delas, como "Eu sempre sei quando adultos estão à beira de chorar", ou quando numa das mais lindas cenas Moonee e a amiga se deliciando com um doce diz: "Sabe por que essa é a minha árvore favorita? Porque ela caiu. E ainda continua a crescer"O otimismo infantil encanta e inevitavelmente emociona, Brooklynn Prince parece que está interpretando a si mesma tamanha a naturalidade, aliás, o elenco infantil é incrível transmitindo o modo como enxergam as situações.

"Projeto Flórida" comove pela realidade retratada e surpreende por sua espontaneidade, também elucida sobre o fato da enorme responsabilidade em se colocar um ser humano no mundo, Halley ama sua filha, mas não sabe ser mãe e não tem condições para criá-la, é extremamente triste ao final quando a menina enfrenta pela primeira vez a realidade, e é impressionante o como essa realidade choca-se com a imaginação proporcionando um dos momentos mais espetaculares do filme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...