sexta-feira, 5 de junho de 2015

Loreak

"Loreak" (2014) dirigido por Jon Garaño e José Mari Goenaga (80 Dias - 2010) é um filme espanhol falado no idioma basco, simplicidade e delicadeza o resumem de forma precisa, é através das flores que os personagens se cruzam e sempre de maneira humana e comovente. Uma bela surpresa, um pequeno grande filme que aparentemente pouco acontece, mas que mesmo assim diz muito.
A vida de Ane passa por uma reviravolta quando, semana após semana, ela começa a receber buquês de flores em sua casa. Sempre no mesmo horário, e sempre de forma anônima. Paralelamente, as vidas de Lourdes e de Tere também são afetadas por misteriosas flores. Um desconhecido deposita semanalmente flores no túmulo de alguém que foi importante para ambas. Essa é a história de três mulheres, três vidas alteradas por meros buquês de flores. Flores que fazem brotar nelas sentimentos que pareciam esquecidos... mas afinal, não são mais que flores.
Ane está na menopausa e cansada da vida de casada, mas de repente começa a receber toda quinta-feira um buquê de flores de um anônimo, o que a faz se olhar novamente com outros olhos, sua auto-estima volta e o marido começa a não gostar desta história. Ela tenta descobrir quem lhe manda as flores, mas em vão. O fato é que em determinado momento ela para de recebê-las e o que vem a seguir é uma descoberta intensa que também carregará as flores como símbolo. Tere perde seu filho e toda vez que vai visitar o local do acidente se depara com flores, ela não tem noção de quem as deposita ali. Lourdes, a viúva, também não entende como alguém poderia se dedicar a tal ato tão afetuoso por tantos anos, já que ela abandonou sua vida logo que seu marido morreu, por isso carrega um remorso muito grande e para resgatar sua paz de espírito precisará lidar com seus confusos sentimentos em meio a descobertas.
As flores representam tanto o amor, a vida, como a tristeza e a partida, e diferente de nós que temos que fechar as feridas para continuar a viver, elas necessitam que as feridas se abram. É um filme extremamente delicado e recheado de emoções, pequenas ações, segredos e acasos. Um suspense emocional e uma história para se guardar num lugar especial. O roteiro se desenvolve elegantemente, os personagens são bem delineados e a fotografia é detalhista e requintada.

"Loreak" fala sobretudo de emoções reprimidas, do quanto guardamos conosco e do quanto isso nos machuca, além claro, de vida e morte. Muito que o filme proporciona ao espectador é sensorial.
O mistério permeia boa parte da trama e são as flores que mais nos revelam, é um filme de silêncios, da dor da ausência, e do como a beleza pode estar nas coisas tristes. 
"Loreak" é uma poesia visual que fisga o espectador desde a primeira cena. É real, humano e sensível. Uma obra que merece ser descoberta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...