terça-feira, 28 de maio de 2013

Bates Motel (1ª Temporada)

"Bates Motel" é o prelúdio de "Psicose", sucesso de Hitchcock (1960) baseado no livro homônimo de Robert Bloch. Com produção de Carlton Cuse e Kerry Ehrin, "Bates Motel" é situada nos dias atuais, apresentando a adolescência de Norman e a forma como ele se relacionava com sua mãe. A série também mostra como o rapaz se transformou no assassino que o mundo conhece. Após a morte do segundo marido, Norma (Vera Farmiga) e seu filho Norman (Freddie Highmore) se mudam para uma pequena cidade dos EUA, onde assumem o comando de um hotel de beira de estrada. Mas o que parecia ser uma pacata comunidade se revela um lugar onde moradores escondem diversos segredos.
Os atores estão maravilhosos, Vera Farmiga lindíssima encarnando uma mãe problemática e sensual que tem uma relação simbiótica com seu filho, interpretado pelo ator Freddie Highmore, que tem se saído muito bem em sua confusão mental e expressões faciais, ele é um garoto franzino, que vive à mercê de sua mãe, esse é o único mundo que conhece, então não é à toa que ele acabe pirando. Numa das primeiras cenas, Norman encontra o pai morto no porão da casa onde vive com a família, no Arizona. Chama pela mãe, que o consola e se preocupa com o garoto mais do que lamenta a morte do marido. Eles seguem para outra cidade, em busca de um recomeço. Norma compra um velho motel e se dedica à reforma, com a ajuda do adolescente. Os nomes Norma e Norman é uma ótima pista para algo estranho entre a relação mãe/filho.
A trama não conta com a imprevisibilidade, já que conhecemos o final, ela se sustenta ma curiosidade por ser inspirada num dos maiores clássicos do gênero suspense, e por tratar do antes de Norman, que se tornou um assassino por causa da ligação extrema com a mãe.

No primeiro episódio há um conflito entre Norma e o antigo proprietário do hotel. O homem não suporta vê-la no lugar que fora seu, e então decide atacá-la, tenta o estupro, mas Norman a salva, porém a mãe acaba o matando. Segue-se uma limpeza de cena e a tentativa de esconder o corpo. Daí em diante adquirimos uma certa desconfiança de Norma.
A série tem vários elementos que remetem aos anos 60, principalmente em relação ao cenário e vestuário, mas é uma história que se passa nos dias atuais, há celulares e carros modernos entre os jovens que Norman conhece.

A aparição do filho Dylan vem pra desestabilizar a rotina e o relacionamento dos dois, este filho parece enxergar a mãe da forma que é. Lembrando que no filme Norman é filho único, na série Norma teve um relacionamento anterior ao pai de Norman.
Com bastante suspense, os personagens seguem com vários mistérios, destaque para as atuações de Vera Farmiga, que beira a histeria, e de Freddie Highmore, que incorpora suas personalidades perfeitamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...