sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Rainbow (Dhanak)

"Dhanak" (2015) dirigido por Nagesh Kukunoor é um lindo filme indiano que retrata a jornada de dois irmãos atrás de um astro de cinema bollywoodiano, a irmandade, a segurança e o amor que um deposita no outro é colocada de maneira simples e sensível, um resgate aos nossos próprios sentimentos perante o outro. 
Em Rajastão na Índia, Pari (Hetal Gada), uma menina de 10 anos, e Chotu (Krrish Chhabria), seu irmão de 8 anos, moram em uma vila perto das dunas de areia. Eles perderam os pais em um acidente e moram com os tios. Chotu é cego, mas lida bem com a situação, enquanto Pari são os olhos dele, sua guia e melhor amiga. Ainda inocentes, Pari promete a Chotu que ao completar 9 anos ele irá enxergar e ao ver um cartaz de doação de olhos, ela acredita que encontrará alguém que possa ajudá-la. Apaixonados por cinema, Pari crê que o famoso ator Shahrukh Khan poderia fazer com que esse sonho se realizasse, todos os dias ela escreve cartas a ele que, claro, não são enviadas. Os dois vão à escola e passam o dia todo juntos, a situação é precária e mal têm o que comer, aliás, Chotu não enxerga devido a falta de nutrientes que aos poucos o levou à cegueira. O tio pouco faz para melhorar a condição deles, mas os incentiva a ir ao cinema, a tia é rude e não demonstra amor, porém quando eles somem para irem atrás de Shahrukh Khan, que está gravando na região, resolvem cair na estrada e deixam seus tios preocupados e com peso na consciência.
Pari é uma menina inteligente, mas com grande inocência, esforçada e preocupada só deseja que seu irmão possa enxergar um dia, então ingenuamente acredita em seu sonho e com muito empenho vai transformando-o em realidade, eles percorrem por inúmeros lugares e passam por diversas pessoas, muitas os ajudam com carona, alimentos e cuidados, como quando vão à festa de casamento e Chotu se empapuça de doces, a amizade que travam com o gringo solitário, ou o motorista com o ônibus imaginário, mas por outras vezes também passam por momentos de insegurança em que criminosos entram em cena. 
O tema é pesado, mas a leveza com que é conduzido torna o filme uma experiência quase doce, são cenas dotadas de muita sutileza e diálogos espertos que conquistam. A cultura indiana é exibida através das músicas, danças, vestimentas coloridas, comidas, religiões, festas, etc. Somos absorvidos pela trajetória repleta de aventuras desses irmãos que demonstram tanto carinho e alegria.

Chotu enfrenta a sua cegueira com determinação, ele é danado e não sente medo de viver e tão pouco vergonha de estar sempre acompanhado da irmã mais velha, que juntos contam histórias inspiradas nos filmes, o companheirismo dá brilho a algo que poderia soar triste. Há otimismo e delicadeza, a aura alegre se deve também a linda trilha sonora que os seguem, são músicas que agregam e ajudam na construção da narrativa. A estética é exuberante, a explosão de cores encanta e em determinado ponto evidencia a vastidão desértica, são enquadramentos hipnotizantes. 

As interpretações são lindas, uma junção de inocência, naturalidade, amor e simplicidade. Emocionante, são risos e lágrimas, um filme inspirador que traz ares de renovação.
"Dhanak" é uma joia cinematográfica, uma fábula inocente que prima por mostrar o amor pela ótica infantil independente das dificuldades e crueldades que permeiam a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...