segunda-feira, 30 de maio de 2016

Learning to Drive

"Learning to Drive" (2014) de Isabel Coixet (Minha Vida Sem Mim - 2003, Ninguém Quer a Noite - 2015) é um filme com um roteiro e atuações deliciosas, retrata que independente da fase em que estamos nunca é tarde para recomeçar.
Inspirado num artigo publicado no The New York Times, no filme seguiremos a história de Darwan (Ben Kingsley), um refugiado politico sikh que ganha a vida como taxista e instrutor de condução, e de Wendy (Patricia Clarkson), uma critica literária que é abandonada pelo marido e decide aprender a dirigir.
Wendy é uma mulher elegante e bem-sucedida que de repente se vê abandonada pelo marido, ele resolve deixá-la por uma garota, no dia do ocorrido ela acaba esquecendo algo no táxi de Darwan e este muito solícito vai devolver, ela percebe que o homem dá aulas de direção e para esquecer o sofrimento começa a se dedicar a uma tarefa da qual nunca havia pensado. Darwan é um imigrante indiano que vive com o sobrinho e outros imigrantes em uma pequena casa, muito trabalhador e amável agora tem a missão de ensinar Wendy a dirigir, com extrema paciência a ajuda, suas palavras a acalmam e aos poucos uma linda amizade colorida surge entre eles. 
Os assuntos abordados são explorados com inteligência e charme, a imigração, por exemplo, assunto sempre atual surge de maneira realista, Darwan é sikh, religião que prima por uma vida honesta, trabalho duro e compartilhar, então ele se mostra sempre sereno e sábio, disposto a ouvir e a ajudar. Ben Kingsley e Patricia Clarkson estão perfeitos, entram numa sintonia adorável e a convivência deles só intensifica essa beleza que é conhecer e aceitar o outro pelo que se é. Darwan admira Wendy e Wendy defende Darwan toda vez que é alvo de preconceito.
Darwan acaba se casando, a noiva que lhe foi arranjada chega da Índia sem saber nada e sua dura adaptação o deixa irritado, ele tenta fazer com que ela saia e conheça o local e aprenda a língua. Toda a situação é frágil, ele está casado, tem princípios, mas é óbvio que está apaixonado por Wendy, essa mulher distraída e ao mesmo tempo frenética. Quando percebe que não irá mais vê-la, pois as aulas terminaram, se sente mal e tenta dar um outro rumo a essa amizade, Wendy pensa, e como já sofreu por uma traição não deseja isso para a mulher dele que acabara de chegar. É um belo gesto de honestidade. 
O filme tem um ar refrescante, mescla drama com um discreto humor, é recheado de diálogos envolventes e coroado por sublimes interpretações.
"Learning to Drive" é inspirador ao retratar que nunca é tarde para recomeçar, é um tanto clichê, mas é verdade, sempre haverá algo a mais para descobrirmos, para aprender e a gostar. É uma mensagem que nunca se esgotará.

Muito válido o que Darwan diz durante a aprendizagem de Wendy, ele determina que quando se assume o volante tudo dentro de sua mente deve se voltar para aquele momento, é uma grande responsabilidade para com a sua vida e a dos outros. Outra mensagem óbvia, mas que parece que ninguém se lembra, dado o que acontece todos os dias no trânsito e estradas. 
"Learning to Drive" merece ser descoberto, pois acabou passando batido dentro da filmografia de Isabel Coixet, que é uma diretora de sensibilidade notável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...