sexta-feira, 26 de abril de 2013

Colegas

"Colegas" (2012) de Marcelo Galvão é um filme nacional gracioso que foge de esteriótipos e que encanta por sua simplicidade e ideia. Premiado no festival de Gramado como melhor filme do ano de 2012, tem sido alvo de críticas que aponta defeitos e equívocos, mas a verdade é que quem o assiste se emociona e se diverte.
"Colegas" é um road movie que acompanha três jovens com Síndrome de Down, que escapam da instituição que vivem desde pequenos. Stallone (Ariel Goldenberg), Aninha (Rita Pokk) e Márcio (Breno Viola), fascinados pelo cinema encaram a vida como uma grande experiência e desta forma saem em busca de seus sonhos. Stallone quer ver o mar, Aninha quer se casar com um cantor e Márcio deseja voar. Stallone inspirado pela liberdade que o seu filme predileto "Thelma e Louise" esbanja, decide pôr o pé na estrada e viver uma aventura junto de seus colegas, eles roubam o carro do jardineiro e partem rumo a seus sonhos. Com pitadas de ação e muito bom humor cometem assaltos, mas logo a polícia toma conhecimento dos fatos e do sumiço dos três jovens da instituição. Com direito a cartaz de procurados e nomeados como a gangue da Síndrome de Down, o filme deixa de lado a apelação ou qualquer drama que na maioria das vezes fazem com as pessoas "deficientes". O filme até brinca com o fato, no decorrer são chamados de mongoloides e retardados, mas tudo na medida exata.
A narração de Lima Duarte é serena, doce e dá um tom de fábula ao filme, que ao meu ver foi de grande valia. Para os cinéfilos as citações recorrentes a grandes filmes é um barato, poder identificá-los é uma alegria a mais, há referências de Pulp Fiction, Taxi Driver, Blade Runner, Cães de Aluguel, Cidade de Deus, Psicose, Tropa de Elite, Thelma e Louise, entre outros. A paixão pelo cinema é por conta da videoteca da instituição, da qual Stallone adorava. Não poderia deixar de falar da ótima trilha sonora, o ídolo do trio é Raul Seixas, sendo assim, várias músicas do Raulzito acompanham a viagem maluca.
"Colegas" é uma trama fantasiosa, mas que foca num fator humano, há muitos clichês, porém o diferencial dos jovens com Síndrome de Down traz uma abordagem criativa ao filme.

O fato é que sonhar nunca sai de moda, sonhos recheados de fantasias, situações inacessíveis, talvez seja impossível para algumas pessoas, mas tudo que se queira fazer é possível com um pouco mais de ousadia. A sensação de liberdade que o filme passa e a mensagem bem sutil de que qualquer pessoa, seja as dificuldades que forem, são capazes de viver da forma que bem entendem e realizar seus sonhos.
A Síndrome de Down é considerada um traço da personalidade, uma característica particular, graças as informações as pessoas têm deixado de rotulá-las e excluí-las da sociedade. "Colegas" é um filme que apesar de conter elementos já tão batidos consegue criar em cima do tema de forma singela, seu clima de alegria contagia quem o assiste.
O longa não faz nenhum tipo de conscientização, ele insere o Down no contexto de forma natural, aliás o filme é uma homenagem de Marcelo Galvão ao seu tio, que é portador da Síndrome de Down.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...