sexta-feira, 20 de março de 2015

PK

"PK" é uma sátira religiosa feita através de um alienígena, um ser inocente que aos poucos vai percebendo que muitas coisas ruins são feitas em nome de Deus. O filme questiona várias religiões e nos passa uma mensagem realmente bonita. A princípio pode parecer sem sentido, mas engana-se quem pensa que é apenas uma comédia, existe uma infinidade de perguntas que o longa propõe ao espectador, porém não deixa de ter as características de um filme indiano, como as músicas acompanhadas das dancinhas, o que gera ainda mais beleza. A história passa por vários gêneros, tem fantasia, romance, drama, ação, suspense e muita comédia, também conta com diálogos super bem construídos, cenas memoráveis e atuações sensacionais. Aamir Khan (o galã de Bollywood), que protagoniza PK é caricato, tem um jeito peculiar de andar e se portar e a pureza do personagem só faz ressaltar as diferenças e os costumes do país.
O filme esclarece acerca das religiões e mostra um guru hindu que usa a necessidade de fé das pessoas para extorquir e se beneficiar, algo que acontece em outras religiões também. "PK" (expressão indiana usada para perguntar se uma pessoa está bêbada) causou polêmica antes de seu lançamento, vários líderes religiosos quiseram boicotar e queimaram cartazes por acharem que o filme desrespeita os deuses e deusas, mas isso aconteceu por conta de alguns fanáticos e gurus famosos, inclusive o diretor sabendo da repercussão deixou vários agradecimentos nos créditos do filme para importantes figuras da direita hindu e disse em resposta à polêmica que só é contra os enganadores e que respeita todo tipo de religião. Isso tudo influenciou mais as pessoas irem ao cinema e não demorou para que "PK" se transformasse na maior bilheteria da história de Bollywood, desbancando vários outros filmes vangloriados. Para quem ainda não sabe Bollywood é a maior indústria de cinema do mundo, muito característica e encantadora, só que como se produz muito também há bobagens lançadas, mas para quem deseja se aprofundar nesse universo mágico há uma infinidade de filmes maravilhosos.
Apesar da maior parte da população indiana ser Hinduísta, outras crenças nasceram na região, o Busdimo, o Jainismo e o Sikhismo, outras foram introduzidas, como o Cristianismo, o Zoroastrismo, o Judaísmo e o Islamismo, portanto é um caldeirão religioso que fervilha, são muitas tradições e costumes misturados. Em "PK" é exposto e até confunde, o personagem fica perdido e sem entender tentando encontrar o tal Deus que lhe falaram.

O longa de quase três horas diz sobre PK (Aamir Khan - "Como Estrelas na Terra" - 2007), um alienígena que pousa no deserto de Rajastão apenas com um colar luminoso que tem o poder de levá-lo de volta pra casa, ele acaba sendo roubado e perdido tenta entender o mundo que o cerca, entre várias aventuras aprende a língua local e decidido vai em busca do seu colar em Delhi, onde sem resultados ouve das pessoas que deve pedir a ajuda de Deus. A partir daí ele começa sua busca, faz perguntas que ninguém havia perguntado antes, inocentes, perguntas de criança, mas que trarão respostas catastróficas. As pessoas que pensam já estar estabelecidas são forçadas a reavaliar o seu mundo quando veem através dos olhos inocentes de PK. No processo de mudança, PK faz amigos leais e inimigos poderosos, conserta vidas destruídas e causa a desordem ao mesmo tempo. A curiosidade infantil de PK transforma-se em uma odisseia espiritual para ele e milhões de outros. O filme é uma exploração ambiciosa e exclusivamente original de complexas filosofias. Um conto simples e humano de amor, risos e deixar-se ir, uma saga que disserta sobre a amizade entre estranhos de mundos opostos.
Em sua inocência não enxergava limites e sem perceber se torna um cético provocativo, suas perguntas causam furor por não conseguir entender tantas diferenças, esteriótipos e rótulos. Enxergar, é isso o que PK proporciona, destruir conceitos morais, sociais e culturais impostos, como por exemplo, todo muçulmano é terrorista, não se pode confiar neles, todo budista é pacifista e vegetariano, todo cristão é pedante e incapaz de cometer erros, os hindus e a sua devoção à vaca, enfim não há uma marca registrada dizendo quem é o que. E acrescentando mais ainda a lista de esteriótipos, estão os adorados líderes religiosos, que na verdade em sua maioria são lobos e usam o nome de Deus para benefício próprio.

Uma das críticas do filme é que a religião separa ao invés de unir, pois foi algo que o homem criou complicando o que Deus simplificou. Cada um deve impor suas próprias regras e sabe no como e no que acreditar. "PK" é um filme leve apesar de tratar de um tema delicado, é divertido e surpreendente, os argumentos são inteligentes e mantém a sátira na medida exata fazendo com que cada pessoa que o assista tire as suas próprias conclusões, além de ter uma história completa que não deixa nenhuma ponta solta.
Um filme maravilhoso que mescla delicadeza e intensidade e se sobressai ainda mais pelas características tão marcantes que só o cinema indiano tem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...