terça-feira, 15 de maio de 2018

Birdshot

"Birdshot" (2016) dirigido pelo filipino Mikhail Red é um drama/suspense que ao mesmo tempo que busca evidenciar a responsabilidade humana para com a natureza e a sua preservação também nos mostra uma faceta horrível da humanidade, onde existe ocultação de crimes, corrupção, abuso de poder, desmatamento, caça ilegal e tantas outras que o filme vai pontuando no decorrer. A história exibe uma tensão apavorante junto a um cenário belo e selvagem.
Uma jovem forasteira filipina atira e mata acidentalmente um pássaro cuja espécie está em extinção. Porém à medida que as autoridades adentram a mata para descobrir o paradeiro da ave desaparecida, um segredo ainda mais sombrio fica cada vez mais perto de ser descoberto. 
Em uma área remota no interior das Filipinas Maya (Mary Joy Apostol) mora com o pai, Diego (Ku Aquino), um agricultor que toma conta das terras ao redor, principalmente da reserva florestal, da qual preserva cerca de 40 águias filipinas, uma ave em extinção. Com o desmatamento, a caça ilegal e a poluição essa reserva é o único local capaz de protegê-las, para quem for pego caçando a multa é pesada, além de pena de prisão. É dentro desse contexto que o filme se desenrola, observamos no início o pai ensinando a filha atirar, pois tem medo que ela fique sozinha e despreparada para a vida, o meio de sustento deles é a natureza que supre, então é preciso aprender a caçar para se alimentar, Diego cuida da filha, mas não a introduz em outras questões, apenas a praticidade, o básico da subsistência, Maya conta também com o seu cão, Bala, seu leal companheiro. Em um dia passeando pela floresta Maya escuta um barulho e o segue, sem notar que entrara na reserva concentrada acaba por atirar em uma águia. O pai não a repreende, mas a instrui para não falar nada à polícia quando vierem fazer perguntas, eles seguem normalmente e Maya faz um colar com uma das garras da águia, sendo como um amuleto. À parte dessa história acompanhamos o trabalho de dois policiais na procura por informações sobre um ônibus de camponeses desaparecidos, esse caso cada vez mais se torna obscuro e é dado como encerrado, porém Domingo (Arnold Reyes), o policial mais novo fica obcecado e por conta própria investiga, a cada nova informação percebe que há algo muito errado no sumiço dessas pessoas que estavam lutando pelo direito de suas terras, as autoridades não se posicionam e ignoram, Domingo é sugado para o abismo quanto mais se envolve, de repente ele está coberto de raiva e prestes a se corromper como os demais e é aí que as histórias vão se cruzando e culminam num desfecho terrível, mas de certa forma esperançoso. 

Ao ser designado para investigar o caso da ave, Domingo vai perdendo sua noção de moral e de repente está no mesmo esquema dos outros, a questão não é que a morte do animal em extinção é mais importante do que o sumiço dos camponeses, o problema é o abuso de poder, enquanto os ricos e poderosos cometem atrocidades, os pobres são torturados e enfrentam a mão pesada da lei, e os policiais que são apenas marionetes nesse jogo se corrompem, em várias partes um deles diz que não são pagos para tal coisa e que é melhor esquecer, como seguir em um caso que insistem em fechar.
É um filme complexo que a todo momento coloca o dedo na ferida da moralidade, como manter o caráter intacto diante de tanta crueldade? Há uma parte em que Maya é dominada pelo espírito da vingança, porém com as consequências seguintes novamente parece haver uma trava nela, algo bom que permanece em si. Durante todo o filme reflete-se o comportamento humano.

"Birdshot" é surpreendente, mistura variados gêneros e a narrativa caminha por muitos assuntos, a contemplação da natureza, o amadurecimento, o sentido de humanidade, e principalmente, disserta sobre presa e predador, como aquele que possui riqueza e poder esmaga e corrompe os submissos e estes dominados pelo ódio aniquilam os mais frágeis da escala social. Maya é o único resquício de esperança nesse caótico cenário, sua atitude final compreende uma infinidade de questões e acaba por nos levar ao horror verdadeiro, a camada mais sombria da história. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...