sexta-feira, 9 de junho de 2017

Paterson

"Paterson" (2016) dirigido por Jim Jarmusch (Amantes Eternos - 2013) é um filme singelo, delicado, gentil, a poesia reside no cotidiano, na vida comum. 
Paterson (Adam Driver) é um motorista de ônibus que mora na cidade de Paterson, New Jersey - ele e a cidade dividem o mesmo nome. Diariamente, Paterson vive uma simples rotina: dirige pela rota diária, observa a cidade, ouve fragmentos de conversas, escreve poesias num caderno, passeia com o cachorro, bebe uma cerveja no bar de sempre e finalmente, volta para casa, para a esposa Laura (Golshifteh Farahani). Ela, em contraste, vive num mundo que sempre muda, com novos sonhos diários. Eles se amam. Ele a apoia no alcance das novas ambições, ela festeja nele o dom da poesia. "Paterson", o filme, observa os triunfos e derrotas da vida diária com poesia evidente nos menores detalhes.
Acompanhamos Paterson durante uma semana e é tão prazeroso observá-lo, desde ao acordar junto de sua esposa, tomar o café, ir para o trabalho, dirigir seu ônibus, voltar para casa, jantar, passear com o cachorro, a parada no bar e voltar para casa, parece tediosa essa rotina, mas ele consegue extrair coisas bonitas daí e nas horas em que está descansando escreve poesias recheadas de miudezas, ele é um sujeito calmo que dirige seu ônibus pela cidade da qual sente-se tão íntimo, ouve as conversas dos passageiros, as reclamações do colega de trabalho, olha para seu relógio e se encanta a cada dia pela esposa inquieta, que ora está pintando cortinas, ora fazendo cupcakes de sabores estranhos, interessante que mesmo tendo essa insaciedade o preto e o branco domina, as roupas, os objetos, sua arte, o violão, ela vive a sonhar, mas permanece nas cores do cotidiano. O casal apaixonado nada tem a ver um com o outro aparentemente, ela é fugaz, ele é pacato, ela é ambiciosa, ele é desprendido, mas tanto um como o outro têm as suas práticas artísticas, Paterson escrevendo suas poesias sem ter o objetivo de publicá-las e Laura com seu violão sonhando que um dia será uma estrela country, eles se completam e essa troca deles por si só também é poesia. 
Adam Driver encanta ao interpretar Paterson, sua personalidade, seus olhos ternos, seu sorriso sincero, ele sabe escutar, consegue enxergar além do grosso do cotidiano, há uma ponta de tristeza nisso tudo, claro, mas a beleza não deixa de estar presente.

"Paterson" também é título de um livro do autor William Carlos Williams, que o protagonista admira e se inspira, assim como ele Paterson vê beleza em coisas diminutas e que para a maioria não faz o menor sentido, apenas pessoas sensíveis e ligadas na poesia do cotidiano são capazes de sentir essa beleza. E é inspirador também para o espectador, pois a frase que o japonês fala ao final para Paterson resume perfeitamente, "uma página vazia dá mais possibilidades", é assim todos os dias que acordamos, uma nova página em branco será preenchida com pequenas ou grandes alegrias, abraços, tristezas, cansaço, irritação, solidão, e se olhar com mais atenção, poesia.

Nada extraordinário acontece em "Paterson", não há conflitos, grandes decisões, o tédio da vida comum e banal é que dita o ritmo e isso não é ruim ou chato, ao contrário, é lindo e prazeroso, fazemos parte da história e nos encantamos com o simples sendo retratado, há um cuidado nos diálogos, uma naturalidade fascinante em expor o dia a dia, as poesias que ele vai escrevendo que, de repente, vão criando formas e traduzem sentimentos tão orgânicos. "Paterson" é um belo registro do cotidiano tão sem graça e tão rico ao mesmo tempo. 

2 comentários:

  1. É um filme de simplicidade belíssimo.

    É outro grande trabalho de Jim Jarmusch e o melhor papel da carreira de Adam Driver até o momento.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Nunca fui dos maiores apreciadores do cinema de Jarmusch, felizmente fui cativado por esse filme que fala de poesia e é de fato, muito poético, uma das melhores atuações de Adam Driver, belo filme


    http://21thcenturycinema.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...