quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

The Knick

"The Knick" é uma série original do canal Cinemax, criada por Jack Amiel e Michael Begler e dirigida por Steven Soderbergh (Terapia de Risco - 2013), ela conta com 10 episódios de uma história super interessante e envolvente, a medicina é a grande personagem.
Em Nova Iorque, num tempo tumultuoso de grandes mudanças e progresso, os protagonistas serão os cirurgiões, enfermeiras e funcionários do Hospital Knickbocker, que vão até os limites próprios e aos da medicina para salvar os pacientes, numa época de mortalidade altíssima e anterior à invenção dos antibióticos. Entretanto as barreiras morais de sua época, a equipe médica liderada pelo Dr. John W. Thackery (Clive Owen) explora novas técnicas com o objetivo de ampliar os horizontes da medicina. Além das novas tecnologias, a série também tratará de temas como o preconceito racial, os direitos das mulheres, a imigração, as diferenças de classes sociais, a corrupção e a dependência de drogas.
A série mostra de forma impressionante o que era viver em uma época que a medicina dava seus primeiros passos à modernidade. A ambientação é fiel ao início do século XX, as charretes, a luz natural, o vestuário, mas a trilha sonora (música eletrônica) vem para contrastar, o que faz desta uma das séries mais instigantes.
O personagem central vivido por Clive Owen é um cirurgião capaz e que anseia por novos métodos, ele aplica suas técnicas nos pacientes sem preocupação com questões morais ou éticas. Porém, é arrogante e viciado em cocaína para que se sinta sempre acelerado e disposto, ele esconde de todos, mas compartilha mais adiante com a enfermeira Lucy Elkins (Eve Hewson), que apaixonada faz qualquer coisa por ele. O Dr. Thack é admirado, mas quase sempre é distante e frio em suas respostas. Seu personagem foi inspirado no Dr. William Stewart Halsted, considerado um profissional brilhante que realizou diversos procedimentos considerados arriscados e inéditos em sua época.
Muitas curiosidades nos são expostas, como o uso da cocaína líquida administrada em pacientes como analgésico, a evolução em certas cirurgias, como a retirada do apêndice, e também a chegada do Raio X. Dr. Tackery assume o cargo de chefe de cirurgia depois que seu amigo e mentor, o Dr. J. M. Christiansen (Matt Frewer) comete suicídio. Ele escolhe o Dr. Everett Gallinger (Eric Johnson) como seu médico assistente, mas a direção do hospital está mais interessada em contratar o Dr. Algernon Edwards (Andre Holland), um médico que estudou na França, onde chegou a publicar artigos importantes sobre medicina. Mas o problema é que Edwards é negro, portanto não é bem recebido e é praticamente excluído da equipe, mas vendo que Thack tem muito conhecimento decide ficar. Ele é constantemente descriminado, não consegue exercer sua profissão, e acaba criando um consultório improvisado aonde atende apenas negros. Em determinado momento Edwards consegue fazer com que Thack deixe de lado seu preconceito, pois este vê o potencial que há nele, suas teorias e descobertas só tendem a somar.

Fora esses personagens há Bertram Chickering Jr. (Michael Angarano), mais conhecido como Bertie. Filho de um médico que atende os ricos, e que constantemente o pressiona para deixar o local, Bertie admira muito o Dr. Tackery e é apaixonado pela enfermeira Lucy. Herman Barrow (Jeremy Bobb) é o administrador do Knick. Responsável por controlar as finanças do hospital, ele lida com um orçamento apertado, corre atrás de mais doações, e tenta controlar os gastos. Ele só adquire problemas no desenrolar tentando ajudar.
A irmã Harriet (Cara Seymour) é uma freira católica que oferece seus serviços como parteira. Trabalhando em um orfanato, ela também tenta encontrar famílias dispostas a adotar as crianças abandonadas ou órfãs. Em paralelo, ela realiza abortos clandestinos como uma forma de controle de natalidade e de ajudar mulheres que não desejam dar continuidade à gravidez. Ela se associa a Tom Cleary (Chris Sullivan), condutor de ambulância (charrete com sirene manual) que costuma vender cadáveres frescos para hospitais. É uma relação de cumplicidade mesmo que haja diferenças entre eles.

"The Knick" além de mostrar como os médicos se viravam para poder salvar vidas e o grande empenho que existia em buscar novas alternativas, também retrata o preconceito racial, de classes, de imigrantes e de mulheres.
O grande ponto desta série é a maneira como os casos, as doenças são evidenciadas, cenas de cirurgias com todo o aparato que eles usavam são frequentes, "The Knick" é uma série crua, sem floreios ela prende a atenção já de início, não há receio em mostrar corpos abertos e sangue no 'circo', como é chamado o local onde se faz as cirurgias com uma platéia de estudantes e médicos.
É uma série que sacia o espectador, aborda interessantes questões e nos traz conhecimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...