terça-feira, 30 de maio de 2017

Limonata

"Limonata" (2015) dirigido por Ali Atay é um filme turco que revela angústia e muitas dores, mas segue com espontaneidade e traz em seus personagens belas características, como coragem e persistência, o humor está presente em boa parte da trama e funciona tanto para evidenciar os defeitos como as qualidades dos personagens. Um emaranhado de situações se desencadeiam e a partir delas novos e antigos sentimentos vêm à tona, assim como instantes absurdos repletos de sarcasmo. Um achado no catálogo da Netflix!
Sakip (Ertan Saban) atende o último pedido de seu pai moribundo ao mesmo tempo que recebe uma revelação, ele tem um irmão e precisa encontrá-lo e trazê-lo para que seu pai morra em paz. Assim começa uma história divertida na estrada onde nós testemunhamos dois irmãos com diferentes origens culturais, que nem sequer se conhecem, têm semelhanças, diferenças e até mesmo suas lutas.
Sakip sai da Macedônia e vai para Istambul, segue as poucas pistas que lhe deram e finalmente encontra Selim (Serkan Keskin), que inicialmente reluta em ir com o irmão, diz não ter pai e que sua vida é toda ali. Mas Sakip quer muito realizar o desejo do pai e encontra um jeito maluco para que Selim entre no carro e então dê prosseguimento a viagem. O encontro deles é marcado por diálogos engraçados, pois são personalidades totalmente díspares, enquanto Selim é um homem solitário que enche a cara de bebida e ainda busca conseguir se dar bem no futebol, Sakip é voltado para a família e as tradições de sua cultura. A bordo de um velho carro os dois seguem rumo a Macedônia, aos poucos Selim aceita ir, já que não tem como voltar para Istambul a pé quando acorda dentro do carro no meio do nada, eles passam por lugares remotos e as situações que se desencadeiam liberam tanto de um como do outro defeitos e qualidades, mas que ao final se revelam num sentimento de humanidade para com o outro independente de qualquer coisa. Interessante observar a reação que eles têm ao passar por outros países, como a Bulgária onde precisam consertar o pneu e acabam festejando um casamento local. O resultado é hilário.
O filme possui elementos cativantes, como a trilha sonora que remete por muitas vezes ao western, a bela fotografia iluminada e o humor diferenciado do roteiro que alterna entre doce e amargo, a trama é concentrada nestes dois personagens e em todo o trajeto difícil que fazem, nas dores passadas que são postas pra fora, no sofrimento, na angústia, mas mesmo assim traz uma dose boa de humanidade, como a limonada mescla perfeitamente o azedo e o doce.

"Limonata" encanta pela naturalidade da narrativa e pelos personagens diferentes entre si, além das situações inesperadas que acontecem e o modo desajeitado que cada um lida, tem ótimos diálogos e reflexões sobre a diversidade cultural de países tão próximos, família e guerra, temas complexos, mas expostos com gentileza e humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...